X

Services we provide

A smart Joomla design team has 7 years experience

O que você precisa saber?



O que é?


Bomba de insulina, Bomba de Infusão em Insulina ou mesmo Sistema de Infusão Contínua de Insulina, todos se referem ao mesmo aparelho. Semelhante a um bip, o equipamento é do tamanho de um cartão de crédito, tem cerca de 3 centímetros de espessura, não pesa mais do que 100 gramas e está ligado ao corpo por um cateter (nada doloroso) que, em sua extremidade, tem uma agulha flexível.





No Brasil o sistema ainda é considerado novo, embora exista desde 1998 e já é utilizado no mundo inteiro rotineiramente. A bomba de insulina conta com cerca de mil usuários no país e coloca os interessados no custoso equipamento diante de um dilema: até que ponto a flexibilidade nos horários e na própria alimentação não compromete o tratamento do diabetes?

A bomba de insulina pode ter controle remoto ou não, ser colorida ou preta, de última geração, re-fabricada ou de um modelo mais antigo. Seja como for, ela tem, basicamente, a mesma função:

Garantir um controle eficiente da glicemia e o FIM DAS AGULHADAS. É importante lembrar que o aparelho requer uma série de cuidados e acompanhamento de uma equipe multidisciplinar.




Quem pode usar?



Diante da gama de vantagens oferecidas aos usuários de bombas de insulina, dificilmente há uma pessoa com diabetes que não tenha interesse em testar o método. No entanto, é preciso esclarecer que a bomba não é uma solução para todos os casos de diabetes. As indicações são, principalmente, para os adolescentes e adultos com diabetes tipo 1, ou seja, insulinodependentes. "Tanto o paciente descompensado, quanto a grávida com diabetes podem usar a bomba de insulina.

Na verdade, uma das grandes indicações do tratamento com bomba de infusão de insulina é na gestante com diabetes, porque nessas pacientes o controle glicêmico fica muito facilitado", explica o Dr. Minicucci.

As crianças também têm indicação. Segundo o site ChildrenwithDiabetes.com, estudos demonstram que a bomba de insulina trabalha muito bem em crianças em idade pré-escolar ou que estão aprendendo a andar.Esse método também enfrenta suas contra-indicações.

Pessoas que têm aversão às agulhas; que não desejem fazer pontas de dedo várias vezes ao dia; que não tenham interesse em inserir a contagem de carboidratos em seu planejamento alimentar; ou que não têm a menor habilidade em manusear botões devem recorrer ao médico e, juntos, estudar outra alternativa.

Como funciona?

Subtitle possible




Como Funciona?



Dois botões são responsáveis por toda a programação da bomba de insulina e a utilização deles não é complicada. "Ao contrário do que muitos pensam os idosos não encontram dificuldades em utilizar o aparelho. As crianças também se interessam e aprendem rapidamente", afirma a enfermeira Mieco Hashimoto, do Departamento de Enfermagem da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

O fato de estar conectado a um aparelho 24 horas não significa que o usuário tenha de se sentir incomodado por ele. Depois de decidir-se pela utilização do método, o usuário deve encontrar a melhor maneira de estar com a sua bomba junto ao corpo. Cintos (de perna inclusive), pochetes, bolsas, clips, estojo à prova d'água estão entre os acessórios. Muitas usuárias carregam as suas bombas nas alças dos sutiãs ou nos próprios bolsos de suas calças e bermudas, que passam por uma pequena adaptação: é feito pequeno orifício no tecido para a passagem do cateter.


"As bombas têm uma missão ambiciosa: injetar continuamente doses de insulina no paciente, numa quantidade determinada, de acordo com suas características", explica o endocrinologista Walter Minicucci, coordenador do site SBD e um dos maiores especialistas no país em bomba de insulina.

Modelos Disponíveis

Four kinds of plan for your choices


Modelos Disponíveis no Mercado



As bombas existentes no mercado nacional atualmente são: ACCU-CHEK Spirit®, ACCU-CHEK Combo® e a Paradigma 715 e 722® que são as mais modernas do mercado e atendem às necessidades da terapêutica intensiva com o uso de bomba de infusão de insulina desde que seus recursos sejam adequadamente utilizados.


Existem algumas diferenças entre cada uma delas, embora ambas sejam de ótima qualidade e usadas em todo o mundo desenvolvido. A Paradigma 722 por exemplo pode vir acoplada a um mecanismo que junto com um sensor de glicose, permite saber os valores de glicose no organismo a cada 5 minutos.

Bomba de Insulina

Bomba de Insulina





Sobre o Especialista

We are small designer team for premium Joomla Templates


Sobre o Especialista



Dr. Walter Minicucci

- Especialista em Endocrinologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
- Mestre em Medicina pela UNICAMP
- Doutorando de Clinica Medica da Faculdade de Medicina da Unicamp
- Editor chefe da revista da Sociedade Brasileira de Diabetes (2007)
- Membro titular da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM)
- Membro da Associação Brasileira de Estudos sobre Obesidade (ABESO)
- Membro da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD)
- Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (2006-2007) e 2010-2011
- Presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (2014-2015)
- Áreas de atuação: Diabetes tipo 1, Diabetes tipo 2, Obesidade, Distúrbios de crescimento, Doenças da Glândula Tireóide, Investigação de Hipoglicemia

Contato

Using the contact form to send us email at below

Contato


(19) 3295-0392
(19) 3295-2088


O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Acompanhe:

Fale Conosco